Ouça nossa programação na Rádio Ativa Mais HD (MS) clique no play e aproveite o melhor do entretenimento em 24h de programação/ acompanhe nossas notícias em tempo real no Telegram.
Destaques
SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM O NOSSO TRABALHO.
recent

Fátima reúne prefeitos hoje (7) para discutir retomada do “Pacto pela Vida”

A governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra (PT) anunciou na manhã desta segunda-feira 7 que participa de uma reunião com prefeitos, entidades e autoridades para discutir ações de retomada do “Pacto pela Vida”, que tem como objetivo a fiscalização das medidas de biossegurança e conscientização da população acerca da Covid-19. 


A atitude é motivada pelo aumento do número de casos de coronavírus em todo o estado. A governadora já havia convocado os gestores municipais durante uma coletiva de imprensa realizada na última sexta-feira 4. Novas medidas Na mesma coletiva, Fátima anunciou uma série de medidas para conter a aceleração dos casos Covid-19 entre os potiguares. 

A principal ação foi a abertura de 89 leitos para atendimento dos pacientes infectados com o novo coronavírus sendo 53 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 36 clínicos. A governadora anunciou ainda que o Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 vai reavaliar a situação de eventos para os festejos de fim de ano. O objetivo é de reforçar as regras de segurança sanitária e evitar aglomerações. Fátima também anunciou investimentos no transporte sanitário. O objetivo é reduzir o tempo na locomoção dos pacientes para leitos de UTI.

Além disso, o governo estadual vai ampliar a rede de testagens e a entrega de máscaras faciais mais de 300 mil serão entregues à população. Aumento dos casos de Covid-19 Na opinião da governadora, o aumento dos casos de Covid-19 entre os potiguares decorre do relaxamento da população com relação ao descumprimento das regras de distanciamento social e dos cuidados biossanitários (uso de máscara, higienização das mãos e utilização de álcool gel, entre outras). Ela também pontuou as aglomerações registradas durante o período de campanha eleitoral como responsáveis pela aceleração da doença. “Aumento se deve ao relaxamento por parte da população. Outro fator que contribuiu foram as aglomerações políticas”, disse Fátima.
Twitter: @Leitura_M

Twitter: @Leitura_M

Tecnologia do Blogger.