TSE libera ferramenta para consulta de candidaturas/ Serasa oferece até 50% de desconto em renegociação de dívidas/ STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica/ Eleitor sem máscara não poderá acessar o local de votação diz TSE/ Anuncie em nosso site e aumente suas vendas, chama no chat e veja como solicitar
Destaques
SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM O NOSSO TRABALHO.
recent

Governo do RN ainda deve R$ 636 milhões em salários atrasados a classe dos servidores

O Governo do Rio Grande do Norte ainda acumula dívida com os servidores públicos estaduais ativos, aposentados e pensionistas de duas folhas salariais, referentes ao mês de dezembro e 13º de 2018. No início da gestão, a governadora Fátima Bezerra prometeu esforços na busca de recursos extras para pagar a dívida, no entanto, mais de um ano depois, não há sequer calendário definido sobre o pagamento dos atrasados e os trabalhadores seguem acumulando dívidas.


No cenário de pandemia do coronavírus, o deputado estadual Coronel Azevedo propôs a suspensão de cobrança por parte de instituições financeiras dos empréstimos consignados contraídos pelos servidores públicos aposentados e pensionistas enquanto durar o estado de calamidade decorrente da COVID-19. No Acre, a Assembleia Legislativa do estado aprovou uma PL parecida, contemplando TODOS os servidores. Nesse sentido, o SINSP espera do Governo do RN esforços para que um projeto suspendendo essa cobrança para todos seja encorajado e aplicado no estado, tendo em vista os diversos trabalhadores impactados com a atual conjuntura.

Além disso, o SINSP insiste em um posicionamento do Governo do RN sobre o calendário de pagamento dos atrasados, uma vez que a dívida não é da gestão passada e sim do Estado. É, ainda, a cobrança de um direito do servidor, que contribuiu para a máquina pública estadual e deve, por direito, receber o salário que lhe é atribuído e cuja ausência causa o acúmulo de dívidas até hoje.
COMPARTILHE:
Twitter: @Leitura_M

Twitter: @Leitura_M

Tecnologia do Blogger.