TSE libera ferramenta para consulta de candidaturas/ Serasa oferece até 50% de desconto em renegociação de dívidas/ STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica/ Eleitor sem máscara não poderá acessar o local de votação diz TSE/ Anuncie em nosso site e aumente suas vendas, chama no chat e veja como solicitar
Destaques
SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM O NOSSO TRABALHO.
recent

ALERTA! "Desafio da rasteira" que viralizou pode causar paralisia e levar à morte

Não é à toa que a "brincadeira" chamada de "quebra-crânios" ou "desafio da rasteira" tem preocupado pais de todo o Brasil. Os vídeos que viralizaram na internet nos últimos dias mostram jovens sendo derrubados durante a perigosa "moda", que pode causar danos como traumatismo craniano, paralisia e até levar à morte, como aconteceu em brincadeira similiar com uma jovem no Rio Grande do Norte.


O jogo acontece em trios e a pessoa que está no meio é derrubada após pular, caindo de costas para o chão e batendo o corpo no solo, recebendo grande impacto na cabeça e coluna. A maioria dos jovens não sabe que será derrubada, e os colegas que causam a queda fazem com a intenção de rir do choque. "As crianças e adolescentes que entram nessa brincadeira o fazem por ingenuidade, pois a maioria não tem noção do perigo no qual estão colocando o amigo", aponta a pediatra Lilian Zaboto, membro da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria).

O jogo tomou uma proporção tão grande no Brasil que até alguns pais fizeram com seus filhos —por vezes, com proteção de colchão por baixo, o que não garante a segurança.

A pediatra aponta que, apesar de a altura não ser grande, a queda pode levar a uma fratura na coluna, principalmente na região lombar e torácica. 

"O golpe pode causar fraturas e lesões ligamentares na coluna cervical, que podem ter consequências como quadro de dor crônica, hérnia de disco traumática e até mesmo fraturas com lesão medular parcial ou completa, o que acarretaria na perda permanente e definitiva de movimentos", alerta André Evaristo, ortopedista especializado em coluna e médico do núcleo de medicina avançada do Hospital Sírio Libanês.

Fonte: Uol



COMPARTILHE:
Twitter: @Leitura_M

Twitter: @Leitura_M

Tecnologia do Blogger.